Minha gestação foi otima! Não tive enjoos ou nenhum tipo de complicação, graças a Deus! O bom é que deu para curtir cada momento e cada preparação: o enxoval, o chá de bebê e claro, pensar na maternidade!! Super recomendo que você pense sobre a maternidade com muita antecedencia!

Meu filho acabou nascendo de 38 semanas, mas sei que alguns bebês podem ser mais apressadinhos ou as vezes, você precisa de um repousinho na reta final … enfim, os imprevistos fazem parte da gestação e poder pensar em tudo enquanto você está bem e ainda tem pique é essencial!

Começando pelo enfeite de porta, pensei em algo que pudesse usar no quarto depois. Como o quartinho do bebê era todo bege e verde, a ideia era ter algo nessas cores. A decoração do quartinho era brinquedos vintage e haveria muita coisa de crochê, por isso pensei em um amigurumi. Para quem não conhece, os amigurumis são uma febre no mundo todo: bonequinhos lindos e fofos feitos em crochê. Por isso fui atras de alguem que pudesse me desenvovler um cavalinho vintage – aqueles de balanço, sabem? Eu ja tinha balões no quarto, e pensei no cavalinho para completar.

Se você gosta da ideia, vale a pena conhecer o trabalho da Little Land. Não consegui fazer com eles, pois o sucesso é tanto, que o prazo que eles pedem é bem grande! No meu caso, eles só entregariam na semana da data prevista – ou seja, ainda bem que não fiz, pois ficaria sem enfeite já que o bebê adiantou! Eles fazem bichinhos lindos e as cores das linhas que eles usam são, na minha opinião, as mais bonitas!!! Tons suaves, bem lavados, sabem? Acho lindo!

Mas como eles não entregariam a tempo, lá fui eu fazer muita pesquisa e achar alguém que topasse desenvolver o cavalinho … Ninguém nunca tinha feito o cavalinho vintage e não são todos que aceitaram fazer um teste antes. Para você saber, amigurumi, é como um desenho. Você precisa gostar do traço da pessoa, mesmo que ela tenha a mesma receita, o tamanho da agulha usada e o olhar do artesão que faz podem alterar o resultado final.

No fim, consegui o meu cavalinho que ocnfesso que não ameiiiiii … minha mãe que faz crochê muito bem, conseguiu dar uma ajeitadinha e mudar uma coisinha ou outra para que ficasse com uma carinha mais suave!

Além do cavalinho, precisava da plaquinha com o nome. Achei as meninas do Atelier Baobá (clique) que foram super fofas. Levei o cavalinho até elas, e lá pensamos juntas na melhor plaquinha: as variaveis eram tamanho e colocação: se elas iriam em cima ou embaixo do cavalinho, se estaria na horizontal ou vertical e à partir daí o tamanho dela.

09

Optamos pela plaquinha em cima na horizontal com uma fonte bem “fun” com carinha infantil mesmo e ficou uma graça!! Adorei o resultado.

MInha enteada (linda!) colocando o efentei na porta!!!

MInha enteada (linda!) colocando o efentei na porta!!!

Hoje o cavalinho está na estante do quartinho, e a plaquinha apoiada em cima do balancinho … como se o cavalinho estivesse levando a plaquinha … super decorativo e uma lembrança para guardar por toda a vida!

11 10