AmareloOuroPor Thais Decoussau

Receita que vale ouro: almondega de bacalhau

Amo Casa, Servir bem 1 de março de 2016

Já podemos dizer que estamos em ritmo de Páscoa por aqui, né?! Por isso, hoje resolvi trazer uma receita que de ler, me deu água na boca! Que tal ums ALMONDEGA DE BACALHAU? Peguei a receita no blog do Piselli (clique) que orienta servir com risoto de alho-poró ou salada verde .. hummmm….. Além de ser super fácil de fazer, ela é grelhada … par amatar a vontade do bolinho de bacalhau que é frito! Você pode testar para a Pascoa ou até mesmo usar a receita com as sobrinhas do almoço que passou!

Ingredientes das almôndegas (para 4 pessoas):
– 800 gr de bacalhau
– 200 gr de batatas previamente cozidas
– ½ cebola picada
– 1 dente de alho picado
– 50 gr de salsinha picado
– 50 ml de azeite de oliva extra virgem
– 1 l de leite
– 1l de água
– Sal, pimenta do reino a gosto e uma pitada de noz moscada

Modo de Preparo:
– Depois de desalgar o bacalhau deixar em uma panela com partes iguais de água e leite durante 24hs dentro da geladeira.
– Cozinhe por 1 hora em água, tirar os espinhos e desfiar até transformar o mesmo em uma pasta. Em um recipiente introduzir o bacalhau e todos os outros ingredientes. Misturar ate conseguir uma massa homogênea.
– Enformar e grelhar na chapa ou na frigideira antiaderente com azeite, sirva com salada ou risotto de alho poro.

07

(imagem bolsademulher.com)

Papo de mãe: chegou a minha vez!

#AMO por Thais Decoussau, Amo Mães, Papo de Mãe, Posts

Depois de contar um pouco (ainda estou devendo muitos posts) do meu casamento, chegou a hora de contar a nova fase que estou vivendo, a fase mãe! Sim meninas, estou grávida e muito feliz! Já são 4 meses de contagens regressivas! Hoje eu entendo as grávidas contarem por semana, você entra na contagem regressiva para ouvir o coração, na contagem regressiva para o exame de ultrassom morfológico, na contagem regressiva para sentir mexer e assim vai …

Vou dividir muitas contagens regressivas, inclusive na organização do meu chá de bebê!!!

Vou começar esse novo papo com vocês porque ficamos sedentas de informações e trocas de experiências quando somos marinheiras de primeira viagem e pensei que se vocês me contarem um pouco de vocês e eu contar de mim, pode ser muito gostoso e divertido!

Minha primeira resolução quando descobri que estava grávida foi marcar uma consulta com a Gabriela Ghedini, nutricionista e colunista do blog!

Acho importante cuidarmos do peso não só pelo lado estético mas pelo lado da saúde, da gestante e do bebê. Quero comer direitinho, dar os nutrientes necessários para o desenvolvimento do bebê e é claro não sofrer depois que ele nascer e perceber a dieta ferrenha que teria que entrar por descuido nestes nove meses!

A Gabi me passou algumas dicas ótimas que vou repassar para vocês:

1. Comer de 2 em 2 horas: começou a me dar muita dor de cabeça e ela me explicou que, quem tem hipoglicemia (como eu) pode ter a situação agravada durante a gestação e quem não tem pode até desenvolver. Portanto, pequenos lanches de 2 em e horas é a solução. Na minha dieta tenho café da manhã, almoço e jantar. Lanches são: às 10horas uma fruta e 2 castanhas do pará, 2 horas depois do almoço: uma porção pequena de proteína e 2 horas depois, uma fruta com farelo de aveia, mais uma porção maior de proteína. Não vou falar aqui das quantidades porque você deve consultar uma nutricionista que fará todos os exames e uma dieta especifica para seu peso.

2. Evitar canela, café, açúcar, sal, chá preto, chá mate, chá verde, chá branco, refrigerantes e alimentos industrializados.

3. Preferir o sal rosa aos outros tipos de sal – agora na minha casa é só sal rosa!!! eheheheh

4. beber no mínimo 2 litros de água por dia. Ajuda a fixar o cálcio no bebê e mais para frente na produção do leite.

5. Consumir 3 frutas por dia, no mínimo. Pouco calóricas, são fonte de fibras e vitaminas.

6. Na sobremesa, prefira frutas com alta concentração de vitamina C: laranja, mexerica, morango, kiwi, goiaba, abacaxi, acerola e limão.

7. Evite líquidos durante as refeições. pode atrapalhar a digestão e ajudar à azia!

8. Evite o consumo de mel, palmito, ovo cru, queijo fresco e leite não pasteurizado.

9. Consumir ovos e frangos orgânicos durante a gestação.

10. Consumir 3 porções semanais de salmão, arenque e/ou cavalinha.

11. Caprichar no consumo de cereais e alimentos integrais, hortaliças verdes, couve e espinafre.

12. Como por dois na qualidade do que come e não na quantidade! O seu filho possui algumas gramas e portanto possui uma necessidade de qualidade e não de quantidade de nutrientes!!!!

13. Você não precisa engordar 10 quilos durante a gravidez. Cada mulher possui uma reserva e esta deve estar na conta na hora do ganho de peso. Não deixe de se cuidar!

Para ajudar, fiz uma pesquisa na internet de alimentos poderosos para você tentar incluir em sua dieta: ovos, sardinhas, feijão, pão integral, aveia, castanha do pará, iogurte, couve manteiga, patinho (carne bovina magra) e laranja.

12

(fonte e imagens: Gabriela Ghedini, babycenter.com.br e bolsademulher.com)