Suplementos são indicados para pessoas com alguma carência nutricional ou para pessoas que praticam atividades físicas, em busca de um melhor desempenho e reposição de perdas.
Mas o uso incorreto pode trazer uma série de problemas. Consulte sempre seu nutricionista/médico para indicar a dosagem e a forma correta do uso de cada suplemento para não colocar a saúde em risco.

Veja aqui os principais tipos usados:

– Albumina: serve para complementar as necessidades diárias de proteínas e promover o ganho de massa muscular. Pode gerar desconforto gastrointestinal.
– Aminoácidos: indicado para quem treina com frequência e necessita de reposição rápida de proteínas. Deve ser consumido com cautela por quem tem problemas renais e no fígado.
– Glutamina: ajuda a diminuir o estresse muscular e evita a perda de massa muscular. O excesso pode provocar cirrose e problemas nos rins.
– Precusores de HGH: promovem o aumento do hormônio GH, responsável pelo crescimento e aumento da musculatura. Seu uso inadequado pode provocar diabetes e, inclusive, o crescimento de células cancerígenas.
– Termogênicos: consumidos para acelerar o metabolismo. Pode provocar desidratação, arritmia e alteração na função da tireoide.
– Vitamínicos: as vitaminas e minerais são essenciais para o funcionamento do corpo, mas o excesso pode fazer mal. Alguns exemplos: excesso de cálcio pode causar cálculos renais e fraqueza muscular, enquanto que o excesso de ferro pode causar problemas no fígado e coração.
– Whey protein: como a albumina, serve para complementar as necessidades diárias de proteínas. O consumo inadequado pode prejudicar o funcionamento de alguns órgãos, como os rins e o fígado.

05

A Dra. Gabriela Ghedini é nutricionista – CRN 3- 24422, especialista pela Escola Paulista de Medicina e Nutricionista atendendo em dois endereços: Clinica Dr. Filippo Pedrinola – tel. 11 3552-3620 e Clinica Dra Thais Pepe – tel. 11 3887-6409 ou 11 3885-7007)