Você sabe como montar uma tábua de queijos?

Com este friozinho, dá muita vontade de fazer uma tabuinha à noite .. mesmo que eu esteja sozinha, se não fosse a dieta eu me aventuraria por muitas noites com uma tábua e um bom vinhozinho para acompanhar!

Mas e ai? Será que é só escolher e acabou!? Fui atrás de algumas dicas e achei um texto do chef Michele Romano que vale a pena dividir!

“A regra básica para criar uma tábua de queijos é escolher 4 ou 5 tipos complementares, em geral de leites diferentes (dependendo do número de pessoas que serão servidas). Pode-se, por exemplo, incluir um queijo de cabra fresco; um azul, como Roquefort ou Gorgonzola; um semimacio, como Camembert ou Brie; um muito cremoso, como o St. André; e firmes, como Gruyère, Manchego espanhol, Cantal francês ou Cheddar.

 

Queijo Camembert

Queijo Camembert

Queijo roquefort

Queijo roquefort

Queijo Gruyere

Queijo Gruyere

Queijo Gorgonzola

Queijo Gorgonzola

Medalhão de queijo de cabra.

Medalhão de queijo de cabra.

Queijo Brie

Queijo Brie

Queijo Francês Cantal

Queijo Francês Cantal

 Uma alternativa seria apresentar um único queijo de excelente qualidade: um bom pedaço de parmesão, o Parmigiano Reggiano, naturalmente, um Valcherin Mont´Dor cremoso ou um Stilton. Também é possível oferecer vários exemplares de um único tipo de queijo, como azuis ou de cabra, para os convidados poderem comparar. Seja qual for a escolha, eles devem ser servidos à temperatura ambiente, porque o resfriamento diminui o sabor e prejudica a textura.

Gosto de servir pão caseiro com queijos duros e pães integrais com queijos moles e de sabor forte. Uma variedade de biscoitos, frutas, nozes e geleias vão bem como acompanhamento.”

Uma outra dica em relação às quantidades:

– 15% de queijos de mofo branco, como o Camembert, o Brie e o Chamois D’Or.
– 15% de queijos de mofo azul, como o Gorgonzola, o Chamois Bleu, o Crem’Azur e o Roquefort.
– 20% de queijos tipo suíços, como o Gruyère, o Fol Epi e o Maasdamer.
– 25% de queijos suaves, como o Gouda, o Itálico, o Saint Paulin, o Lou Palou e o Emmenthal.
– 15% de queijos de sabor forte, como o Port Salut, o Parmesão, o Chavroux, o Provolone, o Cheddar e o Limberger.
– 10% de queijos cremosos com sabores especiais, como o Rambol nas versões Saumon, Fines Herbes, Provençale, Noix e Poivre Vert.

Se você gostou das dicas e quiser se aventurar, clique aqui para uma sugestão de decoração de queijo e vinho. Se você quiser crescer a ttábua para um queijo e vinho completo, clique aqui para uma receita de chutney que pode acompanhar bem os queijos e torradas, e aqui para outra receita de acompanhamento, uma mousse de tomate seco!

Aproveite muitooo!!!!

(fonte e imagens: president.pt/; queijosaovicente.com.br; bemfeitinho.net/)