Alguns dias atras fiz um post com dicas de Sydney para viagem em familia (clique para ler). Hoje vamos falar de Melbourne, uma cidade linda que você pode incluir em seu roteiro na Australia! Para você ter uma ideia, as duas cidades são muito perto, apenas 1h10 de voo, ou seja, vale muito a pena estando por lá! A Austrália é longe e acredito que conhecer o máximo de lugares que puder, sem se tornar muito cansativo pode ser uma otima escolha, não é mesmo?

Vamos então às dicas da Teresa Perez (clique):

Melbourne é a capital do estado de Victoria e a sua maior cidade. Dinâmica, ela se mostra envolvente e guarda surpresas a seus visitantes. A programação cultural e a vida noturna são intensas: bares, restaurantes da moda e galerias de arte se revelam aos poucos. A cena musical é efervescente e é quase impossível estar na cidade durante algum período em que não haja nenhum festival acontecendo. Todos os ritmos são contemplados, fazendo com que parques e jardins se tornem palcos para espetáculos. Para os que não conseguem se distanciar da praia ou dos esportes, Melbourne tem atrativos suficientes para mantê-los entretidos.

Melbourne

PASSEIOS:

Fitzroy Gardens (Jardins Fitzroy – clique): O parque existe há 150 anos e abriga eventos como casamentos, festas privadas e bandas da cidade. Dentre os principais atrativos está o Pavilion Café, que oferece lanches em um local calmo e relaxante. Outro ponto de sucesso é o Capitain Cook Cottage, parte do parque em estilo Europeu que homenageia o descobridor da Costa Leste da Austrália, o Capitão James Cook.

Passeio-Fitzroy-Gardens

– Flagstaff Gardens (Jardins Flagstaff): O primeiro parque público da cidade é usado como área de lazer para piqueniques e “barbies” – como os australianos chamam o churrasco. Preservados desde 1862, os jardins do parque são um disputado local de descanso entre os executivos que trabalham na região.

Passeio-Flagstaff-Gardens

National Gallery of Victoria (Galeria Nacional de Victoria – clique): Um edifício verdadeiramente icônico, a galeria foi totalmente redesenhada para abrigar uma das mais impressionantes coleções do hemisfério sul. Os visitantes podem desfrutar de duas galerias magníficas localizadas a uma curta caminhada de distância. Este coração cultural possui mais arte australiana, em exposição permanente, do que qualquer outra galeria no mundo. Há coleções fantásticas de arte aborígine, e outras que datam desde o período colonial até os dias atuais.

Passeio-National-Gallery-of-Victoria

– Ciclovias: Melbourne é uma excelente cidade para se andar de bicicleta já que é bastante plana e oferece uma boa estrutura por toda a área metropolitana. Os dois destaques são a ciclovia que circunda as imediações de Port Phillip Bay, indo de Port Melbourne a Brighton, e a ciclovia que acompanha o Yarra River por mais de 20 km desde a cidade.

RESTAURANTES

Flower Drum (clique): Especializado na cozinha chinesa, a experiência vai além dos pratos. O local, a graciosidade e o serviço impecável são excelentes e rederam premiações em importantes guias gastronômicos australianos.

Restaurante-Flower-Drum

Grossi Florentino (clique): O rico menu do restaurante mistura tradicionais receitas italianas com o melhor da gastronomia contemporânea australiana. O ambiente é bem decorado, em estilo intimista e acolhedor.

Restaurante-Grossi-Florentino

Dica da blogueira: estou vendo um documentário da Netflix que se chama Chef´s Table. Cada episódio um super chef no mundo conta a sua história, trajetória e seu estilo. É muito interessante ver como esses super chef´s entendem a sua culinária e nos contam o seu processo criativo. Um dos episódios é sobre o chef Ben Shewry do restaurante Attica (clique) em Melbourne. No ranking da San Pellegrino, em 2014, ficou na posição de número 32 no mundo! A mesma lista que o D.O.M. ficou em sétimo lugar! Bom, é o restaurante australiano mais bem colocado e, segundo o próprio chef, ele procura servir uma culinária australiana com ingredientes só encontrados por lá! Às terças ele faz um menu experimental, é o dia em que ele testa os pratos e por isso os valores são reduzidos. Talvez não seja um restaurante para ir com filhos pequenos,mas estando por lá, vale conhecer … pelo menos no documentário parece ser muito gostoso!!!

Imagem1
E finalmente, a indicação de hotel é o Park Hyatt Melbourne, com vistas para a St. Patrick Cathedral e o Fitzroy Gardens, o Park Hyatt Melbourne tem uma arquitetura e decoração que mostram uma combinação dos estilos moderno e vitoriano. Quartos espaçosos, com amplas janelas, oferecem tanto conforto quanto possível. No Radii restaurante, os hóspedes encontram uma gastronomia moderna premiada e feita de acordo com os princípios do Hyatt: com qualidade, sustentabilidade e cuidadosamente servida.

Hotel-ark-Hyatt Hotel-Park-HyattHotel-ark-Hyatt(2)

assinatura_tpt (3)