O assunto dessa semana vai especialmente para as futuras mamães ou que já estão em processo de amamentação. Nesse momento surgem inúmeras dúvidas, claro que, a alimentação é uma delas, afinal a preocupação com a alimentação do pequeno já começa!!

06

Hoje vou passar algumas dicas e orientações específicas para amamentação, mas deixando bem claro que existe uma orientação individualizada e respeitando as necessidade e fisiologias de cada mamãe:

1- Aumente a ingestão de água de 3 a 4 litros/dia, para suprir a necessidade hídrica da secreção Láctea; (Lembram da matéria sobre importância da água na gestação?! (clique para ler, caso tenha perdido)

2- Evitar o consumo de álcool, tabaco e cafeína;

3- Se não for possível eliminar o consumo de cafeína, diminua o consumo para 3 xícaras (50ml) por dia. Se possível dilua no leite;

4- Selecione uma grande variedade de alimentos;

5- Uma alimentação rica em hortaliças e frutas é sempre benéfica para o organismo;

6- Prefira os carboidratos complexos, ou seja, integrais, são muito mais nutritivos;

7- Consumir alimentos ricos em vitamina A (abóbora, cenoura, espinafre e outras folhas verde-escuras, melão);

8- Consumir alimentos ricos em vitamina C (tomate, batata, goiaba, laranja, morangos, kiwi, abacaxi, tangerina, melancia);

9- Faça de 5-7 refeições ao dia, procurando manter os horários e se alimentando com alimentos nutritivos;

10- Limite os alimentos ricos em gordura e açúcar, como refrigerantes, salgadinhos e doces;

11- Cerveja preta e outros alimentos como canjica não aumentam a produção de leite, e podem ser prejudiciais ao bebê.

12- Manter o consumo das cápsulas de ômega 3 durante toda a amamentação;

13- Consumir pelo menos 3 porções de leite e derivados ao longo do dia;

14- Consumir alimentos fonte de Ferro: carne vermelha, fígado, vegetais verde escuro;

15- Preferir o sal iodado;

16- Evitar grandes quantidades de café, chá preto, chocolate, alimentos com corante, alimentos light e adoçantes;

17- Não exagerar em temperos de odor forte, como o alho e cebola;

18- Procurar comer peixe duas a três vezes na semana;

19- Somente com episódios consecutivos de desconforto no bebê, evitar alimentos que estimulam a formação de gases (chocolate, cebola em excesso, alho, feijão, grão de bico, soja, brócolis, couve-flor, couve de Bruxelas, repolho roxo e verde, lentilha, ervilha);

20- Caso seja necessário, manter uma suplementação de vitaminas;

Hidratar-se bem é fundamental para a produção do leite. Beba um copo cheio de água a cada mamada.

 

Algumas orientações gerais que são importantes:

1- Fumar, nem pensar;

2- A maioria dos medicamentos passa pelo leite para o bebê. Consultar sempre o médico antes de tomar qualquer medicamento;

3- Para o bebê mamar mais, não dê a ele chás, água, sucos ou outro tipo de leite nos primeiros meses de vida;

4- Descansar, sempre que possível, nos intervalos das mamadas pode ajudar;

5- Atividade física! Procure orientação especializada!!

 

Um beijo grande a todas mamães!!!

 

A Dra. Gabriela Ghedini é nutricionista – CRN 3- 24422, especialista pela Escola Paulista de Medicina e Nutricionista da Clínica Genesis (Av Ibirapuera, n 2315 8 andar. Tel: 5083-4933)