Para encerrar a nossa série de posts com as mesas decoradas da exposição do D&D Shopping, algumas produções para inspirar vocês! As mesas eram temáticas, mas você pode usar as ideias para adaptar á sua decoração independentemente de seguir o tema ou não!!!

Hoje, vamos de Rússia que foi representada pela Máslenitsa, um ritual tradicional da Rússia antiga para celebrar o fim do rigoroso inverno; a festa do Açúcar, um feriado turco com duração de três dias celebrado pelos muçulmanos, o povo esquimó através da festa Nalukataq uma de suas principais festividades que acontece no início da primavera local e por fim o ano novo tibetano.

TURQUIA – SEKER BAYRAMI / FESTA DO AÇÚCAR por JÓIA BÉRGAMO em homenagem a AMAURY JR

“A minha inspiração para participar do Mesas Decoradas é uma viagem feita pelo meu homenageado, Amaury Jr., à Capadocia, uma linda região da Turquia. Para retratar as festividades familiares e religiosas, tão presentes no País, utilizei elementos que remetem à decoração turca, rica em detalhes: charmosas lanternas, azulejos serigrafados, vasos de cerâmica e muita, muita tapeçaria. Abusei de materiais como madeira, mármore, latão e prata, para garantir originalidade e transmitir um ar alegre e festivo, assim como a Capadócia, assim como Amaury Jr.”

blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal7 blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal8 blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal9

A FESTA

 

O SekerBayrami, também conhecido como Festa do Açúcar, é um feriado com duração de três dias celebrado por muçulmanos na Turquia e em todo o mundo, que comemora o fim dos 30 dias de jejum do Ramadan.

É um momento de renovação: as pessoas limpam as casas, compram roupas novas, cortam o cabelo e se arrumam para o feriado preparando doces típicos como a baklavá para presentear familiares e amigos. A mesa turca é rica em cores e detalhes, dos tradicionais copinhos de vidro ornamentado, acompanhados de bules de metal, até os pratos pintados a mão, lanternas e tapetes. Entre os símbolos da festa estão a lua nova e a xícara de café.

Uma forte tradição desta festa é cumprimentar os mais velhos beijando sua mão direita e depois levando a mão à testa em sinal de respeito. As crianças também têm o hábito de bater de porta em porta, desejando um “feliz bayram”– em troca ganham doces. A festa só tem uma regra importante: é proibido jejuar! Durante o período, a saudação mais comum é “BayraminizKutlu/MübarekOlsun”, o que significa “Que sua festa seja abençoada”.

 

TIBET – LOSAR / ANO NOVO TIBETANO por STUDIO K2 KAREN PISACANE

“Para comemorar a força da passagem do ano lunar no Tibet, fui inspirada pelo budismo Tibetano, pelas cores e pela tradição deste lugar tão mágico e especial. Montamos uma mesa como uma releitura de um altar de oferenda e tivemos ajuda especial de praticantes do templo budista GHAGDUG GONPA ODSAL LING que nos emprestou diversos itens de prática usados durante o Losar.”

blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal4 blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal5 blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal6

A FESTA

Losar, que significa Ano Novo, é a festa mais importante do Tibet, com celebrações que duram 15 dias, sendo os primeiros três os mais importantes. O festival, apesar de ter suas origens em uma época anterior a Buda, foi incorporado ao budismo e suas tradições.

No primeiro dia da festa é hora de enfeitar as casas, seguindo o multicolorido estilo tibetano, que abusa da madeira pintada em cores fortes e alegres, nos tapetes de padrões vivos e nos elementos da tradição budista como o sino tibetano e o tapete usado para meditações.

Entre os rituais do festival estão os pujas (oferendas) para proteção no ano que virá, que incluem incensos e danças tradicionais, além da limpeza das casas e templos e renovação das bandeiras de oração. Cada dia tem uma cerimônia, incluindo oferendas ao Dalai Lama e um cumprimento comum durante a data: TashiDelek, que significa um desejo de um bem estar auspicioso.

 

RÚSSIA – MÁSLENITSA por FABIO MOROZINI em homenagem à LEILA SCHUSTER

“A Rússia, país de grande importância cultural e longa historia, celebra com esta festa a chegada da primavera, da renovação. A celebração da vida e do belo me remeteu à Leila, que igual à Rússia, nos brinda também com a sua magestosa elegância.”

blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal2 blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal3

A FESTA

Máslenitsa vem da palavra “máslo”, que significa manteiga em russo e é um ritual tradicional da Rússia antiga para celebrar o fim do rigoroso inverno, segundo a mitologia eslava. A festa acabou sendo absorvida pela Igreja Ortodoxa Russa e voltou com força total nos dias atuais, sendo celebrada durante a sétima semana antes da Páscoa.

Neste dia a tradição é comer blinis, as tradicionais panquecas russas -quentes, redondas e coradas como o sol que derrete a neve. O décor russo tem como peça chave o samovár (utensílio para servir chá), alegres xícaras de chá, as coloridas estampas de traço arredondado, tapetes que muitas vezes invadem paredes e teto e as famosas matrioshkas, as bonequinhas russas.

Nesta alegre festança há de tudo um pouco: o tradicional combate de punhos, fogueiras, passeios a cavalo, batalhas de neve, ursos, dança e uma generosa quantidade de vodka. O ponto alto é a LadyMáslenitsa, colorida mascote feita de palha que, no auge da celebração na noite de domingo, é devorada pelas chamas de uma fogueira para simbolizar a fertilização dos campos.

POVO ESQUIMÓ – NALUKATQ por LÉO SHEHTMAN em homenagem à VERA VIEL

blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal blog_amarelo_ouro_casa_mesa_decorada_informal1

(imagens divulgação)