Achei super original a ideia de Chá e Bebê da Di Casa Arte em Festa (clique). Ao invés dos temas tradicionais, eles inovaram com uma festa inspirada na obra de Romero Britto.

Ficou muito legal pelos objetos decorativos que foram usados (do acervo da mamãe da Valentina) e as cores alegres dos tags e doces! Cores fortes como essas são super divertidas e tem tudo a ver com crianças e bebês .. adorei!

Fora que como disse a vocês, a ideia de usar os objetos decorativos do quartinho para fazer o chá de bebê sempre é válida, não só pela história quando for mostrar para o seu filho as fotos da festa de sua chegada, mas porque também ajudar a ter uma decoração mais rica!

Como hoje é dia de dica Pampers, pensando em crianças divertidas, cores alegres, achei um artigo que tem tudo a ver, por dar dicas de como disciplinar seus filhos! Separei alguns conselho, mas caso tenha interesse, basta clicar aqui para ler na íntegra!

- Ajuda decidir com antecipação o que pode ser negociado e o que não. Por exemplo, a segurança não é negociável. Depois que isso ficar claro é fácil estabelecer regras claras, saber o que fazer se não são respeitadas, e ser firme e consistente.

- Quando se trata de assuntos negociáveis, é melhor deixar a disciplina para as coisas importantes. Repetir constantemente “NÃO” faz com que as crianças não levem em consideração. É mais divertido ver como a mamãe fica mal e sofrer as conseqüências. É preciso manter a calma, mas ser firme. Se for possível, seja coerente. Se não, não insista sobre este tema.

- Quando uma criança perde o controle e precisa de disciplina, o melhor é romper o círculo e não perder o controle, dê um tempo ou deixe a criança sozinha em penitência. Uma vez quebrado o círculo, volte a se aproximar dela com calma. Explique por que você decidiu fazer o que fez. Repita “até que possa se controlar”. Dê idéias de como conseguir. Haim Ginott recomenda aos pais dar algo de responsabilidade à criança quando fizer 4 anos: “Cada vez que você faz isso, me irrita. Não quero me irritar com você. Você sabe como me ajudar a evitar que faça isso antes de que se torne um problema?” Se a criança der alguma sugestão, siga-a e teste. Se funcionar, reconheça.

- Ajuda tentar ver mais além da conduta da criança se o que faz é reiterativo. Pergunte para ele”O que você está tentando me dizer?”. Em alguns casos, a conduta é normal. Por exemplo, mentir e roubar é típico em crianças de 4 e 5 anos. Mentir reflete o desejo de viver aquilo que a mentira representa. Roubar é parte do desejo da criança de ser como a pessoa a quem rouba. No entanto, isso não significa que você não deva brigar com ela, porque sim, deve fazê-lo. Mas entender os objetivos por trás das condutas da criança pode te ajudar a não reagir e perder o controle. Interpretar as ações da criança por ele mesmo pode produzir mais impacto que qualquer outra forma de ensiná-lo a se comportar: “Sei por que você quer que isso seja verdade e eu também queria que fosse assim. Mas você e eu sabemos que não é assim”.

Ficha Técnica:

Decoração completa: Di Casa Arte em Festa

Doces, bolos caseiros, bolo decorativo e águas personalizadas: Di Casa Arte em Festa

Peças oficiais Romero Britto utilizadas na festa: Acervo pessoal da mamãe Isabella

Lembrancinhas: Di Casa Arte em Festa

Porcelanas: Ritz Festas