Hoje temos uma novidade .. ou melhor, uma volta aqui no blog!!!!

Vamos voltar com os posts da série “Dica da Dra.”!! A Dra. Thais Pepe, especializada em dermatologia irá nos dar dicas e explicações sobre saúde e beleza .. para as mães, noivas, crianças e bebês!

Hoje ela me mandou um texto bem interessante para um “probleminha” que pode acontecer em todas as idades, a hiperidrose. Sabe naquele momento de tensão (ou não), que começamos a suar descontroladamente nos colocando em situações difíceis com as roupas marcadas e tudo o mais? Aqui a Dra. Thais Pepe vai nos explicar tudo sobre o que acontece e como resolver este incomodo!

Achei ótimo para noivas e noivos (e até os pais dos noivos) que passam por este problema poderem resolver antes do grande dia!!!

A hiperidrose é a produção excessiva de suor pelas glândulas sudoríparas. Entre suas causas estão os estímulos emocionais (hiperidrose emocional) ou uma maior sensibilidade dos centros reguladores de temperatura, pois a sudorese está diretamente ligada ao controle da temperatura corporal. Além disso, algumas doenças metabólicas ou lesões neurológicas também podem dar origem ao quadro.

As áreas mais atingidas são as axilas, palmas das mãos, plantas dos pés, região inguinal e perineal, com grande eliminação de suor, que não tem cheiro desagradável.

Na hiperidrose emocional, a sudorese aumenta em situações de desconforto ou tensão emocional, sendo as palmas das mãos e plantas dos pés os locais mais frequentemente atingidos. O incômodo causado pela sudorese excessiva pode trazer ainda mais tensão ao paciente, piorando seu quadro e trazendo dificuldades de relacionamento ou, até mesmo, profissionais.

Na fase escolar, crianças acometidas podem ter sérios problemas para fazer provas, pois o suor das mãos embebe o papel, impedindo a escrita.

Quando a sudorese excessiva surge durante exercício físico ou devido ao calor, a hiperidrose costuma ser generalizada e não tem relação com situações de stress emocional.

O tratamento é feito com medicações de uso local que visam diminuir a secreção sudorípara ou através da utilização de aparelhos para iontoforese. Medicações via oral podem interferir no funcionamento cardiovascular, e seu uso exige cuidados específicos. Nos casos de hiperidrose emocional, o apoio psicológico pode ajudar bastante, sendo, em algumas situações graves, indicado o uso de tranquilizantes.

A toxina botulínica surge como uma boa opção terapêutica, interrompendo a secreção sudoral na área tratada por períodos que variam entre 6 a 8 meses. Alguns pacientes referem resultados por 12 meses.

Gostou das dicas? De repente vale a pena evitar no dia do seu casamento ou do casamento de alguém querido, manchas indesejáveis em seu vestido, não é mesmo?!

( Para maiores informações sobre a Dra Thais Pepe acesse seu site clicando aqui)